terça-feira, 30 de setembro de 2008

Num copo de whisky


Tento afogar todas as mágoas
Dentro de um copo de whisky
Sem gelo, puro
Como pura a minha tristeza,
As pedras, não são de gelo
São as que a vida me dá.

A garrafa numa das mãos,
Olho, fixo o fundo do copo.
Não há fumo de cigarro,
Não fumo,
Fuma-me a mim a tristeza
Lentamente,
De copo de whisky na mão
As minhas cinzas vão caindo aos poucos.
E assim jazo esquecido
Num qualquer cinzeiro da vida.

Maria Madalena, 30 de Setembro de 2008

2 comentários:

Anónimo disse...

E na bebida,se afoga muita lágrima e dor.Gostei.
Fatinha

Artista sonhadora disse...

Que bonito titi Madá,mas acho que não é uma boa opção afogar as mágoas em whisky,é alcoól de mais ou então olha afoga-se e ficase logo conservado no dito cujo lol.
Gostei dos comentários que enviaste também para o meu blog.
beijinhos com carinho e amizade da tua sobrinha.
Já te adicionei no meu também.