sexta-feira, 19 de setembro de 2008

Tatuagens

Tal como há palavras que nos beijam, há pessoas, canções que nos marcam e emoções que ficam tatuadas em nós, vida fora, a ferro e fogo.

video

Meu amor,
Não sei porque insistes
Em ouvir na anacusia do silêncio
O barulho ensurdecedor de palavras que não existem?

Meu amor,
Não sei porque insistes
Em ler na brancura do papel
A força das palavras que nele não estão contidas?

Meu amor,
Não sei porque insistes
Em sentir nas minhas emoções
Sentimentos que na realidade não existem?

Meu amor,
Não sei porque insistes
Em expressar sentimentos rudes
Quando deveriam ser doces, meigos, melodiosos?

Meu amor.
Ouve apenas o som do silêncio,
Lê apenas as palavras não escritas no branco do papel,
Sente apenas a tua intuição, a pureza das tuas emoções.

É nos teus sentimentos
Meu amor,
Que conseguirás entender
Toda a paixão que sinto por ti.

Madalena, 19 de Setembro de 2008

2 comentários:

Anónimo disse...

a força do intervalo das palavras, escritas, faladas, interpretadas e na maior parte das vezes não ditas... ler nas entrelinhas e nos silêncios da música, isso sim, é sabedoria de viver/amar
isabel

caracolinhos disse...

é verdade titi querida,há pessoas que nos marcam para sempre e ficam para sempre guardadas no nosso coração,para mim vocês foram dessas pessoas.
E sei que as vossas emoções são do mais puro ,e sincero e os vossos sentimentos também tenho a certeza sempre que sim.E as tuas palavras são sempre muito doces e amigas.