quinta-feira, 18 de setembro de 2008

O rumo a seguir tem de ser diferente

Guardo no coração
Um amor tão doce,
Tão belo,
Tão intenso...

Quando te vejo,
Quando te leio,
Estremeço de paixão.
Imagino o teu beijo,
O toque dos teus dedos,
A maciez do teu cabelo,
O doce aroma do teu corpo...
A pele na pele.

Queria poder deitar-me a teu lado,
Percorrer com as minhas mãos
Todo o teu corpo
E sentir-te vibrar de prazer,
De desejo,
De paixão.
Queria que descobrisses
Todo o meu corpo
Com o toque macio dos teus lábios
E sentir-me vibrar de prazer,
De desejo,
De paixão.
Entregar-nos-íamos com tanta loucura...
Até entontecermos,
Até à inconsciência de tanto prazer.

Queria.
Mas tudo não passa de um sonho,
Mero desejo...

Afinal....
É um amor impossível!

2 comentários:

caracolinhos disse...

como assim impossivel titi? se é do vosso amor que estás a falar,então n.é sonho,nãõ é amor impossivel,penso que é mais do que possivel,e foi um sonho que se concretizou.

Anónimo disse...

Basta um sorriso
Fatinha